jornal-campista-1-1536x688

Vítimas de Santo Eduardo vão receber produtos do Programa de Aquisição de Alimentos

Serão enviadas 12,5 toneladas de alimentos, que vão beneficiar mil famílias da localidade

Foto: Divulgação.

Visando garantir a segurança alimentar das famílias afetadas pelas fortes chuvas que atingiram a localidade de Santo Eduardo, na Região Norte de Campos, equipes do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca, estão recebendo produtos alimentícios da agricultura familiar para que sejam entregues no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Morro do Coco e posterior encaminhamento às vítimas. O Programa tem como objetivo promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar.(Leia mais abaixo)

Ao todo, serão enviadas 12,5 toneladas de produtos que vão beneficiar mil famílias. A chamada Cesta Verde é montada por goiaba, pepino, cenoura, aipim, abacate, laranja, limão e rabanete.(Leia mais abaixo)

A inciativa foi do secretário de Agricultura de Campos, Almy Junior, que solicitou contato da coordenadora do PAA, Gleiciane Pimentel, com o Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), pedindo autorização de encaminhamento desses alimentos às vítimas de Santo Eduardo e demais localidades da região Norte de Campos.(Leia mais abaixo)

“A nossa equipe vem atuando fortemente para a doação desse PAA adicional, aprovado pelo Ministério. Neste momento, estamos com foco na segurança alimentar e nutricional das pessoas desalojadas e desabrigadas, além de contribuir para que os nossos agricultores tenham opções de comercializar suas produções”, destacou o secretário.(Leia mais abaixo)

Almy anunciou ainda a criação do PAA municipal. “Vamos criar um Programa de Aquisição de Alimentos Municipal para fazer esse tipo de serviço, em que a gente compra alimento do agricultor familiar, doa para instituições de caridade e para os CRAs, que distribuem para pessoas em situação de vulnerabilidade social”.(Leia mais abaixo)

Gleiciane explica que a secretaria se organizou para uma entrega emergencial, entendendo a importância de complementar a alimentação com gêneros de valor nutricional.(Leia mais abaixo)

“Na maioria das vezes, os produtos doados são do gênero não perecível e sabemos da importância de alimentos com valor nutricional agregado, como frutas, verduras e legumes. Pensando nisso, organizamos uma força-tarefa com os produtores rurais que oferecem esses gêneros alimentícios. É essencial que essas pessoas recebam alimentos com qualidade nutricional, e, oferecendo esses produtos, eles vão ter a oportunidade de consumir diversas substâncias importantes para a saúde”, explicou a coordenadora do Programa.

Relacionados